CONEXÃO RÚSSIA

Por @BolivarSilveira

As novas tecnologias nos possibilitam um acesso muito maior de informações, conseguimos constatar em um tempo mínimo após as partidas; a quantidade de vezes que cada jogador tocou na bola, chutou a gol, quantidade de metros percorridos e mais uma infinidade de detalhes importantíssimos. Uma destas informações chama muito a atenção, a conexão entre atletas.

A conexão entre os jogadores mapeia onde a equipe tem mais facilidade para gerar jogo e quais são os jogadores de maior influência para o desempenho. Com esses dados o Footure preparou um resumo das conexões de cada seleção até aqui. Observem os caminhos para a fluidez do jogo das dezesseis seleções classificas para as oitavas de final:


URUGUAI

Maior quantidade de conexões: Giménez + Bentancur (48), Vecino + Bentancur (40) e Bentancur + Cáceres (28).

Maior quantidade por jogo: Giménez + Bentancur (19), Coates + Godín (17) e Bentancur + Cáceres (16).

Uruguai

Os números evidenciam a importância do meio-campista da Juventus na construção do jogo uruguaio. Bentancur trabalhou 48 vezes com o zagueiro Gimenez, buscando o jogo para distribuir para Vecino, por dentro, ou Cáceres, por fora. Mesmo mantendo a mecânica direta, nessa Copa o Uruguai possui uma melhor qualidade para a proposição de jogo.

PORTUGAL

Maior quantidade de conexões: João Moutinho + Cédric (14) e Raphael Guerreiro + João Mário (16).

Maior quantidade por jogo: Adrien Silva + Raphael Guerreiro (17), Adrien Silva + Pepe (17) e William Carvalho + Adrien Silva (16).

Adrien Silva

Portugal ainda é dependente do individualismo de seus jogadores. Há pouco mecanismo e troca de passes na equipe da península ibérica, durante a fase de grupos não houveram grandes conexões. O maior número foi apresentado durante a partida contra o Irã e tendo Adrien Silva como destaque.


FRANÇA

Maior quantidade de conexões: Varane +Pavard (25), Pogba + Hernandez (23) e Kanté +Pavard (21).

Maior quantidade por jogo: Varane + Sidibé (32), Varane + Pavard (23) e Varane + Kimpembé (21).

Varane

Os comandados por Deschamps mesmo classificando com folgas no grupo C, não teve um grande desempenho durante as partidas. Seu jogo ficou marcado pela dificuldade de construir, o que fica evidente com a quantidade de ligações que partem do Varane, mesmo possuindo Pogba, Matuidi e Kanté por dentro.

ARGENTINA

Maior quantidade de conexões: Mascherano + Otamendi (34), Mascherano + Banega (33) e Banega + Mascherano (33)

Maior quantidade por jogo: Rojo + Mascherano (29) e Mascherano + Messi (23)

Mascherano

A explicação da opacidade ofensiva da Argentina e do sobrecarregamento em Lionel Messi se encontra nesses números. Mascherano, jogador de dificuldade de criação, é quem mais da passes na seleção bicampeã mundial.  O destaque positivo fica por conta de Éver Banega que mesmo atuando em partes dos três jogos é um dos mais participativos segundo os dados de conexões.


BRASIL

Maior quantidade de conexões: Coutinho + Neymar (57), Marcelo + Neymar (52) e Marcelo + Coutinho (44).

Maior quantidade por jogo: Marcelo + Neymar (33), Filipe Luis + Neymar (32) e Miranda + Marcelo (26)

Brasil

As conexões brasileiras refletem o desequilíbrio ofensivo, a esquerda é o grande lado brasileiro. Marcelo, Neymar, Coutinho e até Filipe Luis são os grandes destaques. Há qualidade, mas a seleção do Tite precisa aumentar o repertório.

MÉXICO

Maior quantidade de conexões: Salcedo + Álvarez (41), Moreno + Salcedo (36) e Álvarez + Salcedo (33)

Maior quantidade por jogo: Salcedo + Álvarez (25) e Moreno + Salcedo (19)

México

México passou para as oitavas de final com um consolidado jogo reativo, passes rápidos e diretos em direção ao gol adversário. A quantidade de conexões escondeu a verticalidade mexicana, mas evidenciou o trabalho entre laterais e zagueiros da defesa mexicana. Salcedo é o grande destaque.


BÉLGICA

Maior quantidade de conexões: Boyata + Vertonghen (31), Witsel + Vertonghen (23) e Boyatá + Witsel (22)

Maior quantidade por jogo: Alderweireld + Boyatá (37) e Boyatá + Alderweireld (27)

Bélgica

O substituto de Kompany, machucado, assumiu muito bem o papel na linha de 3 da Bélgica, distribuindo com naturalidade o jogo, como faz o zagueiro citizen. Junto a Boyatá, Vertonghen e Witsel são os expoentes das conexões belgas.

JAPÃO

Maior quantidade de conexões: Yoshida + Shoji (39), Hasebe + Yoshida (41) e Shoji + Yoshida (32)

Maior quantidade por jogo: Yoshida + Shoji (24) e Makino + Yoshida (24)

Japão

Os únicos asiáticos a classificaram apresentam as grandes conexões entre os jogadores de defesa. Revelando uma certa dificuldade nipônica para criar jogadas.


ESPANHA

Maior quantidade de conexões: Alba + Isco (72), Iniesta + Isco (69), Ramos + Alba (66) e Ramos+ Isco (66).

Maior quantidade por jogo: Iniesta + Isco (31), Ramos + Isco (27) e Ramos +Alba (27).

Espanha

A quantidade acima da média não assusta da equipe espanhola já não assusta mais ninguém. A novidade é a participação de Isco como peça fundamental do jogo espanhol. Participa da principal conexão e foi receptor das duas maiores quantidades de passe por jogo e de jogadores diferentes. Isco é o centro da Espanha em 2018.

RÚSSIA

Maior quantidade de conexões: Mario Fernandes + Samedov (30), Samedov + Fernandes (18) e Zhirkov + Golovin (18).

Maior quantidade por jogo: Mário Fernandes + Samedov (13), Samedov + Mário Fernandes (11), Mário Fernandes + Samedov (11), Samedov + Fernandes (11), Ignashevich +Kutepov (11) e Kudryashov + Zobnin (11)

Mário Fernandes

A conexão Russa acontece pelos lados do campo e com muita ultrapassagem. Os laterais, Mário Fernandes e Zhirkov aparecem como pontos importantes, sempre interagindo com os extremos de seus respectivos lados, Samedov e Golovin.


CROÁCIA

Maior quantidade de conexões: Modric + Rakitic (22), Lovren +Rakitic (11) e Brozovic +Modric (11)

Maior quantidade por jogo: Kovacic+Badeij (23) e Pivaric +Kovacic (21)

Croácia

Rakitic e Modric é o meio campo dos sonhos dos maiores clubes do mundo e a Croácia tem o prazer de tê-los em sua seleção. Ambos controlam o ritmo e distribuem as jogadas da melhor underdog da Copa até aqui. As conexões com maior quantidade por jogo aconteceram na partida contra a Costa Rica, onde a Croácia atuou com equipe mista e teve uma grande porcentagem de posse de bola.

DINAMARCA

Maior quantidade de conexões: Christensen +Kjaer (44), Kjaer + Christense (26) e Dalsgaart + Kjaer (21)

Maior quantidade por jogo: Christensen + Kjaer (24), Christensen + Kjaer (15) e Kjaer + Schöne (14)

Dinamarca

A monótona e sonolenta troca de passes entre os zagueiros dita o jogo da Dinamarca. É a maior conexão total e maior conexão por jogo. O craque dos Spurs, Christian Eriksen terá uma grande missão nas oitavas de final para fazer esse time jogar.

SUIÇA

Maior quantidade de conexões: Akanji + Xhaka (45), Behrami + Schär (45) e Xhaka + Akanji (40).

Maior quantidade por jogo: Schär +Akanji (22), Akanji + Xhaka (19) e Behrami + Schär (18)

Suiça

Durante a compilação de dados as conexões que mais se repetiram durante os três jogos, foram as do suíços, destacando sua organização e modelo de jogo sólido. Xhaka, é o organizador da equipe, e Akanji, o centro técnico na defesa.


SUÉCIA

Maior quantidade de conexões: Granqvist + Ekdal (26), Lusting + Claesson (10) e Larsson + Ekdal (9)

Maior quantidade por jogo: Granqvist + Ekdal (22) e Jansson + Ekdal (17)

Suécia

O forte sistema defensivo sueco apresenta-se também nos números das conexões. O zagueiro Granqvist, grande comandante dessa classificação, é o maior passador nas ligações. Seus passes geralmente encontram o volante Ekdal, jogador do que também recebe a maioria dos passes de Larsson e Jansson.

INGLATERRA

Maior quantidade de conexões: Walker + Stones (59), Stones + Walker (51) e Young + Maguire (23).

Maior quantidade por jogo: Walker + Stones (35) e Stones + Walker (29).

Inglaterra

Na Inglaterra de Southgate quem arma são os zagueiros, os comandados por Guardiola, Stones e Walker, são os lideres das conexões. Eles que distribuem os jogo, trocando passes entre si, mas também buscando a profundidade para Sterling, Trippier e Lingard.


COLÔMBIA

Maior quantidade de conexões: Arias + Cuadrado (37) e Mojica + Izquierdo (17)

Maior quantidade por jogo: Arias + Cuadrado (19), Mojica + Izquierdo (17) e Arias + Cuadrado (15)

Colômbia

O caminho colombiano é pelos lados. Em sua melhor partida até aqui, contra a Polônia, James e Cuadrado, os principais jogadores ocuparam as faixas pelos costados do campo. Não à toa, Arias, lateral direito, e Mojica, lateral esquerdo, aparecem como destaque nas conexões. Arias passando para Cuadrado e Mojica para Izquierdo, substituto de James, que completou poucos minutos jogados, devido a lesão.

*Dados da StatsZone

Deixe uma resposta